Cirurgia da Otosclerose – Como funciona e para quem é indicada

A otosclerose é uma doença do ouvido médio caracterizada pelo crescimento anormal do tecido ósseo ao redor dos pequenos ossículos, especialmente o estribo (um dos três pequenos ossos que transmitem som do tímpano para o ouvido interno). Esse crescimento ósseo anômalo impede a vibração normal do estribo, resultando em perda auditiva condutiva (parcial). Em alguns casos, a otosclerose pode afetar também a cóclea, levando à perda auditiva total. 

A otosclerose, geralmente, afeta um ouvido de cada vez, mas ambos os ouvidos podem ser eventualmente comprometidos. Embora a causa exata não seja completamente compreendida, a otosclerose parece ter uma predisposição genética, pois pode ocorrer em famílias. Além disso, fatores hormonais, como a gravidez, podem influenciar o seu desenvolvimento ou progressão em algumas pessoas.

Quais são os sintomas da otosclerose?

  1. Perda auditiva progressiva: Inicialmente, pode ser notada como dificuldade em ouvir sons de alta frequência, como vozes femininas ou crianças, por serem mais agudas.
  2. Zumbido (tinnitus): Alguns pacientes podem apresentar um zumbido persistente ou intermitente no ouvido afetado.
  3. Dificuldade em ouvir em ambientes ruidosos: Problemas para discernir conversas em ambientes barulhentos são comuns devido à perda auditiva condutiva.

Para saber mais sobre a otosclerose, leia nosso artigo Tratamento da Otosclerose – Como funciona e qual a melhor solução.

Para quem é recomendada a cirurgia de otosclerose?

A cirurgia de estapedectomia é recomendada principalmente para pessoas com otosclerose que apresentam perda auditiva e que não proporcionam benefícios significativos com aparelhos auditivos. A decisão de realizar uma cirurgia depende de vários fatores, incluindo a gravidade da perda auditiva, a saúde geral do paciente e a presença de outros problemas auditivos ou médicos. Quando a doença afeta apenas a cóclea, causando surdez sensorioneural, o procedimento não costuma ser indicado.

A estapedectomia pode melhorar a sua audição?

Sim, a estapedectomia pode melhorar significativamente a audição em muitos pacientes com otosclerose. Esta cirurgia foi projetada para remover parte ou a totalidade do estribo, que está fixada devido ao crescimento anormal do osso. Em seu lugar, um pequeno dispositivo (prótese) protegido é inserido para restaurar a transmissão das ondas sonoras para o som interno. Saiba mais sobre a estapedectomia.

A colocação da prótese do estribo permite que as vibrações sonoras sejam novamente transmitidas aos fluidos da orelha interna, resultando em uma melhoria significativa e geralmente rigidez da audição. No entanto, caso ocorram complicações durante o período de recuperação, como inflamações ou problemas de cicatrização, a melhoria auditiva pode ser comprometida. Nesses casos, pode ser necessário realizar uma nova intervenção para corrigir a situação e restaurar a audição adequada.

Como é feito o procedimento cirúrgico?

  1. Anestesia: Geralmente é realizada com o paciente sob anestesia geral ou local com sedação, dependendo da preferência do paciente e do cirurgião.
  2. Acesso ao ouvido médio: O cirurgião faz uma incisão atrás da orelha para acessar o ouvido médio.
  3. Identificação do estribo: Após a exposição do ouvido médio, o estribo fixado pelo crescimento ósseo anormal é identificado.
  4. Remoção do estribo fixado: O estribo fixado é removido delicadamente para permitir a colocação da prótese.

Após colocar a prótese, a incisão é fechada com suturas.

Como é a recuperação pós-cirúrgica?

Em alguns casos, o paciente pode precisar de um dia de hospitalização para monitoramento pós-operatório inicial. Depois de receber a alta hospitalar, é importante seguir as instruções do cirurgião para repouso adequado, evitar atividades que possam aumentar a pressão no ouvido (como voar ou levantar objetos pesados), e utilizar medicamentos prescritos conforme necessário para controlar a dor e prevenir infecções.

O paciente deve agendar consultas de acompanhamento para monitorar a recuperação auditiva e garantir que o implante ou procedimento cirúrgico tenha sido eficaz.

Quais são os resultados esperados?

Muitos pacientes experimentam uma melhora significativa na audição após a estapedectomia. No entanto, o sucesso do procedimento pode variar dependendo da extensão da otosclerose e da resposta individual do paciente ao tratamento. É importante discutir com o médico especialista sobre as expectativas de recuperação auditiva e os cuidados necessários após a cirurgia.

Quais são as complicações potenciais?

Como qualquer procedimento cirúrgico, a cirurgia da otosclerose pode apresentar riscos e complicações, incluindo perda auditiva residual, alterações no paladar, tontura temporária, ou em casos raros, danos ao nervo facial ou perda auditiva completa. É fundamental discutir esses riscos com o cirurgião antes de optar pela cirurgia.

Quando é preciso entrar em contato com o médico?

Após a cirurgia, geralmente o período pós-operatório é tranquilo. No entanto, é crucial estar atento a sintomas como febre, tontura intensa, dor ou secreção no ouvido. Nestes casos, é importante contatar imediatamente o médico especialista para garantir que a recuperação esteja ocorrendo conforme esperado. Em caso de dúvida, sempre consulte seu médico.

Quer saber mais sobre outras cirurgias de ouvido? Acesse nosso artigo. Lembrando sempre que a realização de um procedimento cirúrgico deve passar pela avaliação de um profissional de confiança, que verificará todos os possíveis tratamentos para cada condição do paciente e suas necessidades.

O Dr. Joel Lavinsky é um renomado especialista em cirurgias do ouvido e da base do crânio, com uma extensa carreira dedicada à otorrinolaringologia em Porto Alegre. Com anos de experiência, ele se destaca pela competência e pela dedicação ao bem-estar de seus pacientes, oferecendo cuidados de alta qualidade e tratamentos personalizados para promover a recuperação da saúde auditiva e a melhoria da qualidade de vida.

Para um atendimento especializado e focado em suas necessidades, agende sua consulta com o Dr. Joel Lavinsky pelo telefone ou WhatsApp (51) 3332-0032 e inicie sua jornada rumo a uma vida com mais saúde e bem-estar.

Este texto contém 888 palavras e o tempo de leitura estimado é de aproximadamente 4 minutos.

Entre em contato conosco